Notícias

SUPLEMENTAÇÃO

VITAMINAS E MINERAIS A IMPORTÂNCIA DA SUPLEMENTAÇÃO

O estilo de vida do homem moderno, caracterizado por uma vida bastante agitada, dificulta a ingestão diária de vitaminas e minerais nas quantidades que alcancem às recomendações nutricionais para tais nutrientes.

Fatores ambientais como a poluição, o uso indiscriminado de pesticidas, a alta quantidade de corantes e conservantes dos alimentos industrializados, a forma de preparo dos alimentos, o estresse físico e mental, tabagismo, entre outros, contribuem para que a absorção dos nutrientes não ocorra de forma adequada, tornando o organismo mais susceptível a deficiências de vitaminas e minerais. Por isso é importante suplementar a alimentação.

Os fisiculturistas, atletas e praticantes de atividades físicas têm ainda mais necessidades se comparados a indivíduos sedentários, de forma que precisam complementar a alimentação com suplementos projetados especificamente para as importantes exigências nutricionais de quem treina intensamente. Somente assim poderão obter o melhor desempenho possível.

O organismo humano sozinho não é capaz de sintetizar todas as vitaminas e os sais minerais tem que ser repostos. Para que o corpo humano possa atingir o seu potencial máximo, deve ser alimentado com uma vasta e complexa gama de nutrientes vitais.  Mas é muito difícil, senão impossível, obter tudo que o organismo precisa para funcionar apenas da alimentação. E a mera deficiência de apenas uma das vitaminas ou minerais essenciais divide a via metabólica que produz a eficácia e diminui o desempenho, o que certamente não é bom.

A sinergia entre as vitaminas e os minerais apresenta benefícios potencializados. Para entender e buscar esta sinergia, é importante conhecer as funções de cada um.

VITAMINA A: necessária para formar e manter saudáveis os tecidos de todo o corpo, em particular dos olhos, da pele, dos ossos e os tecidos dos aparelhos respiratório e digestivo. Também é de grande importância para o funcionamento eficaz do sistema imunológico. Usada na síntese de proteína e na produção de glicogênio, que é a energia do corpo para as atividades de alta intensidade.

VITAMINA B1 (TIAMINA): necessária para o metabolismo de proteínas e o crescimento muscular. Envolvido na formação da hemoglobina, que é uma proteína encontrada nos glóbulos vermelhos e que transporta oxigênio para os músculos trabalharem. Importante para o bom desempenho atlético, pois quanto maior a quantidade de exercício, mais intensidade e maior a duração do exercício, maior a demanda de tiamina.

VITAMINA B2 (RIBOFLAVINA): auxilia no aproveitamento energético da alimentação, na formação das células vermelhas do sangue e na boa estrutura da membrana mucosa da superfície da língua, da boca, dos olhos e do intestino.
 
VITAMINA B3 (NIACINA): está presente em todas as células do corpo e relaciona-se com quase 60 processos metabólicos destinados à produção de energia a partir dos alimentos. É necessária ao funcionamento normal do sistema neurológico.
 
VITAMINA B5 (ÁCIDO PANTOTÊNICO): necessária para o metabolismo e a conversão de gordura em energia. Importante também para a formação de hormônios e substâncias que regulam o sistema nervoso, ajudando o crescimento e desenvolvimento normais.
 
VITAMINA B6 (PIRIDOXINA): a única vitamina diretamente ligada à ingestão de proteínas. Quanto maior é o consumo de proteína, maior é a quantidade necessária desta vitamina. A vitamina B6 torna possível o metabolismo das proteínas e aminoácidos, favorecendo a utilização de carboidratos e o crescimento muscular.
 
VITAMINA B9 (ÁCIDO FÓLICO): necessária à formação das células do sangue e à divisão celular, especialmente do trato gastrointestinal.
 
VITAMINA B12: ajuda na formação das células vermelhas do sangue, DNA, RNA e fibras nervosas. É importante na redução de risco de alguns tipos de anemia, bem como no funcionamento e divisão das células do corpo.
 
VITAMINA C (ÁCIDO ASCÓRBICO): é necessária para aumentar a absorção de ferro presente nos alimentos. Caso haja uma deficiência de ferro, a quantidade de oxigênio que fica ligado à hemoglobina no sangue diminui e a
performance muscular reduz. Melhora a recuperação e o crescimento das células musculares, funcionando também como um antioxidante. Usado na formação de colágeno, o principal constituinte do tecido conjuntivo, que mantém os ossos e os músculos juntos. Auxilia na formação do hormônio testosterona, que é altamente anabolizante. Importante para gengiva, cartilagens e ossos saudáveis.
 
VITAMINA D: ajuda o corpo a absorver e a utilizar o fósforo e o cálcio da alimentação, sendo importante para ossos fortes. Contribui para a divisão celular nos tecidos de todo o organismo.
 
VITAMINA E: ajuda a proteger a gordura dos tecidos contra a oxidação e as células contra os danos  causados pelos radicais livres.
 
VITAMINA H (BIOTINA): auxilia no metabolismo e produção de energia a partir de gordura. Necessária para a formação de ácidos graxos.
 
VITAMINA K: necessária para a coagulação normal do sangue e muito importante para manter o metabolismo e a resistência da estrutura óssea do corpo.
 
CÁLCIO: ajuda na formação e manutenção de dentes e ossos fortes, ajudando a reduzir o risco de osteoporose. E ainda auxilia na coagulação do sangue, na contração muscular e no funcionamento normal dos nervos.
 
COBRE: necessário à produção de energia a partir dos alimentos e para o funcionamento normal do sistema de defesas do organismo. Funciona como antioxidante.
 
CROMO: necessário ao metabolismo adequado de carboidratos, proteínas e gorduras. Contribui para a potencialização da ação da insulina.
 
FERRO: associado ao transporte de oxigênio pelo sangue e à produção de energia a partir dos alimentos. Favorece o funcionamento do sistema de defesas do organismo.
 
FÓSFORO: essencial às funções musculares e neurais, bem como para a liberação de energia a partir dos alimentos. Auxilia no desenvolvimento e na manutenção de dentes e ossos.
 
IODO: necessário à produção de energia a partir dos alimentos e essencial à produção do hormônio tireoidiano.
 
MAGNÉSIO: necessário para a produção de energia a partir dos alimentos e para o funcionamento normal do sistema nervoso e muscular.
 
MANGANÊS: contribui para a produção de energia a partir dos alimentos, além de contribuir para a proteção das células contra os danos causados pelos radicais livres.
 
MOLIBDÊNIO: auxilia algumas enzimas que são importantes para o metabolismo.
 
SELÊNIO: necessário para resposta apropriada do sistema imunológico e para a absorção de iodo no metabolismo dos hormônios da tireóide. Auxilia na proteção da célula em relação a vários tipos de danos causados pelos radicais livres.
 
ZINCO: contribui para o bom funcionamento do sistema de defesas do organismo, além de ser necessário para a divisão celular, estrutura da pele e cicatrização.
 
É mito que suplementos de vitaminas e minerais engordam,  visto que tais produtos não contém calorias.
 
Fontes:
http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=3836&ReturnCatID=1786
http://www.emforma.net/nutricao/porque-precisamos-de-um-bom-multi-vitaminico-mineral/
http://www.webrun.com.br/home/conteudo/noticias/index/id/59/secao/nutricao
http://www.feedingminds.org/level3/lesson1/vitamins_pt.htm
http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/alimentacao/
http://www.emforma.net/nutricao/10-vitaminas-para-quem-pratica-musculacao/